Comprar ou construir um imóvel é um grande investimento, e para isso, é necessário muito planejamento. Hoje em dia, através do financiamento, ficou ainda mais fácil das pessoas conseguirem a casa própria, porém, mesmo sendo um procedimento tão conhecido, não são todas as pessoas que sabem como funciona o financiamento, e com isso, acabam deixando o sonho da casa própria de lado. 

Se você é uma dessas pessoas que sonha com a casa própria e ainda não conhece o financiamento, não se preocupe, você está no lugar certo. Aqui em nosso artigo hoje, vamos discorrer um pouco mais sobre o financiamento de imóveis, para, quem sabe, você conseguir alcançar o sonho da sua casa própria. 

Financiamento: funcionamento e requisitos

Sonhar com uma casa ampla, bem decorada, com jogo de banheiro de barbante, com fogão de indução na cozinha, sofá enorme na sala, dentre diversas outras coisas, é muito comum, ainda mais para as mulheres, que sonham em deixar tudo do jeitinho que sempre quiseram, e com o financiamento de imóvel, esse sonho vem se tornando cada vez mais possível. 

Para que você entenda um pouco mais sobre o assunto, nos próximos tópicos, iremos falar sobre como funciona o financiamento e quais são os requisitos para financiar um imóvel. 

Como funciona o financiamento

Em relação a seu funcionamento, ele acontece de forma simples:

Em primeiro lugar, você deve encontrar o imóvel desejado, o qual pode ser novo, usado, ou até mesmo incorporado na planta ainda. Em seguida, conhecendo o valor do imóvel, você deve fazer uma simulação de financiamento de imóveis para ficar por dentro do valor máximo que pode ser financiado, além disso, deve calcular o valor das parcelas, se informar sobre o prazo de pagamento, sobre as taxas de juros, e sobre diversas outras informações. 

Em seguida, a documentação do imóvel, a qual deve estar regularizada, será verificada, e caso esteja tudo em ordem, o banco irá solicitar alguns documentos, e pode, inclusive, enviar um engenheiro para avaliar o estado do imóvel. Assim, após assinar o contrato, o vendedor espera cerca de um mês para receber o valor. 

No entanto, vale mencionar que, condições de pagamento, taxas cobradas, valor máximo que pode ser financiado e prazo do contrato são dados que variam de banco para banco, sendo assim, é indicado que, antes de qualquer coisa, você pesquise sobre o banco. 

Requisitos para o financiamento

Agora que você já sabe o que é o financiamento e como ele funciona, é interessante destacarmos quais são os requisitos para tal processo. De início, vale mencionar que, o financiamento é um recurso disponibilizado por diferentes instituições financeiras, sendo assim, as condições e os critérios variam muito. 

Apesar disso, existem alguns requisitos mínimos, os quais vale a pena mencionar: ter, pelo menos, 18 anos; não ter restrição de crédito no SPC e no Serasa e conseguir comprovar renda. 

Outras informações sobre o financiamento

Após entender um pouco mais sobre o funcionamento do financiamento e sobre os requisitos para tal procedimento, vamos falar sobre algumas outras informações que, apesar de não serem tão comentadas, são super importantes. 

É um projeto de longo prazo

O primeiro ponto que merece destaque é em relação ao financiamento ser um projeto de longo prazo. O que acontece é que, mesmo sendo mais comum o financiamento durar de 15 a 20 anos, existem casos em que ele dura até 35 anos, ou seja, é uma ação financeira para o resto da vida. 

É necessário dar uma entrada

Em segundo lugar, outro ponto que merece destaque em relação ao financiamento é sobre a questão de precisar dar uma entrada, que vale para todos os tipos de financiamento, e nesse caso, o valor irá afetar sobre o tempo de financiamento e sobre as taxas de juros. 

Pensando nisso, o ideal é que a pessoa consiga poupar o suficiente, para conseguir dar uma entrada de 15 ou 20% do valor total do imóvel, porém, tenha em mente que, dependendo do banco, a entrada exigida é de até 30%. 

O imóvel só será seu depois que for quitado

Mais um ponto que vale mencionar é que, o imóvel só será seu, de fato, depois que o financiamento for quitado, e enquanto isso, o imóvel é de pertencimento do banco, assim, caso você não pague alguma parcela, você será dispensado, da mesma forma que acontece com quem mora de aluguel, por exemplo. Sendo assim, o ideal é que você escolha um valor de mensalidade que cabe no bolso. 

Financiar o valor total é quase impossível

Por último, outro ponto que vale ser destacado é que financiar o valor total, é praticamente impossível, afinal, o financiamento funciona como uma espécie de empréstimo, sendo assim, o valor é liberado aos poucos,

Por fim, agora que você já sabe quais são os principais temas relacionados ao financiamento, não perca tempo e corra para realizar o sonho da casa própria.