12 Técnicas para Liberar o Processo Criativo

Liberar o processo criativo

É HOJE…

Que você que vai escrever um artigo pro seu site. “Não pode passar de hoje!”, você pensa.

Mas… Não tá dando nada certo, você não consegue fazer nada que te agrade, sai tudo uma porcaria que qualquer um faria, tá tudo bloqueado. Parece que sua criatividade morreu e que sua inspiração pegou um avião pra Coréia.

Mais conhecido como “writer’s block”, ou “bloqueio do escritor”, esse bloqueio, ou essa trava, pode acontecer com qualquer um que faça algum tipo de trabalho que exija criatividade.

Escrever um artigo ou uma música, pintar, fotografar, editar…

…bom, você sabe do que eu tô falando!

Pode acreditar, eu passo por isso, Sting passou por isso e você provavelmente já passou ou ainda vai passar por isso.

Mas, por que acontece o bloqueio criativo?

Bloqueio criativo

Máquina caprichosa é o cérebro humano. Ele começa a trabalhar quando a gente dorme e para de funcionar quando a gente trabalha.
Robert Frost

Depende do que você faz, do seu dia a dia, de quem você é e das coisas a sua volta. Eis algumas possíveis causas:

  • Stress;
  • Excesso de preocupação – principalmente a financeira;
  • Ambiente – o ambiente em que você está tentando exercer o trabalho criativo pode não ser propício;
  • Desconforto fisiológico – sono, fome, má alimentação, saúde debilitada, baixo nível de energia, estômago cheio, ou qualquer tipo de dor;
  • Falta de direção – você não sabe o que quer fazer nem o objetivo do que você quer fazer;
  • Você não tem vocação – talvez o trabalho criativo não seja pra você;

E então, como liberar o processo criativo?

#1 Ouça música

Ouça música

Essa é uma ótima opção. Prática e que permite que você faça junto de mais alguma coisa. Existem estudos mostrando que ouvir música antes de fazer algum trabalho pode facilitar as coisas.

Particularmente, não é a que mais utilizo pois tenho sérios problemas com multi-tarefa. Não conseguiria escrever este artigo enquanto ouço uma música, por exemplo.

Mas segundo o pesquisador Don Campbell, a música pode ser usada para estimular e relaxar a mente e o corpo.

Além disso, há estudos que mostram que a música pode ativar partes do cérebro relacionadas a motivação, emoção e excitação, o que também ajuda a liberar o processo criativo. Não discordo desses estudos, mas uso a música de outra forma:

Costumeiramente, quando estou na rua, no carro ou na academia (lugares em que normalmente estou ouvindo música), tenho lapsos fortes de criatividade, tenho boas ideias e me inspiro.

Ou seja, recorro a música, acidentalmente ou não, antes de ficar sem criatividade.

Aprendi que algumas músicas sempre funcionam muito bem comigo. Algumas delas:

Angels – Robbie Williams
Stop This Train – John Mayer
3×5 – John Mayer
Simple Man – Lynyrd Skynyrd

De qualquer forma, ouvir música é uma forma recomendada de liberar o processo criativo. Faça um teste!

#2 Medite

Medite

Não estou falando de sentar no chão e aquela coisa toda que vemos em filmes. Meditar, como aprendi com alguém (não me lembro quem) há um tempo atrás, pode ser simplesmente deitar na sua cama e relaxar por alguns minutos.

Claro que, se você quiser, você pode seguir todo esse processo conhecido de sentar no chão, acender velas e colocar uma música diferente. Mas não fique limitado a isso.

Confesso que não sou muito assíduo da meditação. Meu maior vilão é meu dia-a-dia completamente conturbado e barulhento, mas sempre que consigo, medito um pouco. Mas faço isso do meu jeito.

Isso me ajuda a clarear as ideias, penso melhor.

Essa palestra do TED é muito legal e exemplifica um pouco do que quero te passar:

Meditar é mais simples do que parece.

#3 Veja um filme

Veja um filme

Uma das técnicas que mais utilizo!

Tenho uma lista enorme de filmes que vejo diversas vezes quando quero liberar o processo criativo. Na maioria são livros focados em superação e lições de vida. Mas não são filmes chatos e lentos, muito pelo contrário!

Ou você acha a trilogia de Batman chata?

Então, se você tiver travado, tenta ver um filme que te inspire, que acenda a criatividade em você.

Eis alguns filmes da minha lista pessoal:

Mas não se prenda aos meus filmes. Só você pode saber quais são os filmes que podem te inspirar!

#4 Tenha uma conversa

Tenha uma conversa

Essa eu gosto muito!

Simples: Procure alguém pra conversar!

Existem dois tipos de pessoa que você poderia conversar:

  • Alguém mais experiente, que tenha tido algum sucesso no seu atual problema.
  • Alguém que tenha problemas como os seus ou até piores.

Por exemplo, pelo fato de eu gostar de ajudar as pessoas, sempre que estou com algum bloqueio, vou conversar com essas mesmas pessoas.

Quando elas me contam do problema delas, meu cérebro começa a trabalhar na solução, tirando o foco do bloqueio e liberando a criatividade!

De quebra ainda ajudo alguém!

Mas quando recorro a uma conversa com alguém experiente, também sou muito beneficiado com as ideias e os conselhos dela.

Garanto que conversar é um bom caminho para ter ideias e desbloquear a criatividade!

#5 Acompanhar o trabalho de pessoas criativas

Acompanhe pessoas criativas

Essa é uma opção bem interessante também. E que também ajuda no networking.

Você com certeza tem em sua cabeça (ou anotado) algumas pessoas que te inspiram de alguma forma. Seja com um blog, com livros, filmes e etc…

O simples fato de acompanhar essas pessoas, acompanhar seu trabalho, pode te inspirar e desencadear uma criatividade sem limites.

Comigo isso sempre acontece. Quando vejo um texto de algumas pessoas que gosto, sempre tenho novas ideias!

Acompanhar essas pessoas também ajuda no networking, pois você vai estar em contato com elas, vai deixar comentários, compartilhar um artigo, mandar um e-mail ou qualquer coisa do tipo.

Logo, você entra no radar dela, ela vai saber que você existe e quem sabe o que o futuro pode te trazer, né?

Se você quiser conhecer 15 pessoas muito interessantes e que poderiam te ajudar, clique aqui. Essas são as principais pessoas que eu acompanho!

#6 Assistir uma palestra no TED

Assista uma palestra do TED

Esse método é famoso e nem preciso explicar muito. Afinal… É o TED!

Existem centenas palestras no TED que podem te inspirar. E são palestras de todos os tipos… Desde as mais sérias até as mais diferentes e engraçadas!

Procuro ver ao menos um TED Talk por dia. E como são palestras curtas, consigo assistir várias.

Eu sou um fanático pelo TED e posso ser suspeito a falar, mas essa técnica você precisa tentar!

E tem outra coisa bem legal: Um dia você pode palestrar no TED. Basta querer e trabalhar para isso!

Recomendar palestras do TED é muito complicado, quase todas são boas. De qualquer forma, veja algumas:

#7 Leia um livro

Leia um livro

Também uma maneira bastante famosa. Como você deve saber, passei a ser um adepto da leitura. Eu nunca lia nada e agora quero ler todos os livros possíveis (acredite, tenho uma lista com mais de 437 livros que ainda quero ler!)

Diversas vezes consegui ficar mais criativo durante ou após a leitura de um livro. E já li em muitos lugares que isso é bem comum com as pessoas.

Na verdade, procuro ler livros que possam me ajudar no meu momento atual, ou seja, se no momento estou desenvolvendo minhas técnicas de gestão, vou ler livros sobre esse assunto… E por aí vai!

Não importa quais sejam os livros que você goste, apenas leia. Além de fazer bem para o cérebro, desenvolve e libera o processo criativo!

Alguns livros que gosto bastante:

Se você quiser ficar por dentro dos livros que eu leio e recomendo, fique de olho na parte de Leitura Recomendada, onde vou fazer pequenas análises, mapas mentais e tudo que você precisar saber sobre os livros que leio!

#8 Durma

DurmaDormir é bom demais, né? Nesse caso, é melhor ainda!

Nem todas as batalhas você pode vencer. Sendo assim, dormir um pouco é uma boa opção para voltar mais forte e com a cabeça limpa.

Em diversas situações em que eu estava bloqueado, percebi que era o cansaço.

Mesmo buscando algumas alternativas como ver uma TED Talk, conversar com alguém ou ler… Não adiantava nada. Aliás, quando eu ia ler, acabava dormindo.

De qualquer maneira, dormir é uma boa opção para recuperar a energia e limpar a cabeça. Você pode voltar com gás total e novinho em folha!

#9 Não faça nada

Não faça nada

Deixa rolar! Se você tá travado, deixa as coisas acontecerem naturalmente. Em alguns momentos realmente não vai dar pra você trabalhar por diversos motivos.

Nessa hora, pegue suas coisas e vai fazer outra coisa, dê uma chance pro acaso.

Também acontece bastante comigo, pois tem dias que não dá mesmo! 

Relaxa, não fazer nada também é bom e bem útil. Você acaba refrescando a mente, assim como quando você vai dormir.

#10 Force o trabalho desejado

Force o trabalho

Essa é boa ein! Vença pela insistência.

Se você acha que não vai conseguir fazer com que saia alguma coisa de útil de você e já tentou de tudo, faça do mesmo jeito, faça sem criatividade.

Assim como você vai ver no item #12, pode ser que a sua criatividade volte ou que você tenha alguma ideia maluca.

E você sabe né, as ideias malucas são as melhores! Concorda comigo?

#11 Procure um novo local de trabalho

Procure um novo local de trabalho

Dessa forma, você vai se expor a novos ambientes e ideias. É uma coisa tão simples e óbvia que você parece não ter pensado antes.

Eu sofro bastante com o ambiente de trabalho, pois na minha casa tem muito barulho e gente o tempo todo. Isso pode atrapalhar.

Algo que funciona bem comigo é trocar simplesmente de cômodo! Saio do quarto para a sala e fico trabalhando lá por alguns dias, e quando começo a ter problemas com a sala, volto para o quarto ou algum outro lugar.

Você pode trocar de cômodo ou de lugar mesmo. Sai da sua casa e vai para uma lanchonete, ou sai do escritório e vai para sua casa. Faça como preferir.

#12 Escreva

Escreva

O assim chamado bloqueio de escritor é uma denominação imprópria, um sintoma exterior de que sua mente está trabalhando em algo. Mantenha-se preparado para aproveitar o fluxo quando o portão abrir-se novamente. Abandone a programação e seu compromisso com o ato de escrever, e isso poderá não acontecer.
Chris Gavaler

Escreva qualquer coisa. Não precisa ser bom e nem ótimo, apenas escreva. Você vai ver pela frente um monte de palavras estranhas e emboladas umas às outras.

Analise o que você escreveu e veja se tem algo de útil que esteja escondido, que leve uma nova ideia para você.

Essa técnica funciona mesmo pra quem não quer escrever nada, ou seja, se você quiser pintar, desenhar um site, uma logo ou qualquer coisa, escrever pode ajudar seu trabalho.

Da sua escrita podem vir ideias geniais! Aproveite!

#13 Visualize (Dica extra)

Visualize

Essa é uma técnica indicada pela Erika, uma leitora do Não Tenho Ideia e é uma poderosa ferramenta para criatividade que eu usava sem nem saber.

Na visualização, você deve criar imagens muito detalhadas do projeto na sua cabeça e imaginar que já alcançou o final, ou seja, o resultado.

Por isso a técnica de visualização também é chamada de Simulação do Resultado.

Apesar de ser uma técnica poderosa, ela pode ser fútil para o empreendedor no início de um projeto, onde tudo é incerto e coberto de medo, assim como fala Jonathan Fields, em seu livro Lidando com a Incerteza.

O ponto de Jonathan é que o empreendedor, o artista ou criativo dificilmente sabe com tantos detalhes o final do projeto que está tentando concretizar.

Que muitas vezes o final é completamente diferente do que ele pode pensar e isso pode até engessar o processo de criação, fazendo com que o projeto seja criado em uma linha reta, com “viseiras” que o impeçam de ver as oportunidades e opções que podem surgir no caminho e que poderiam contribuir para sua criação.

Nesse caso, você poderia ter uma criação não tão boa.

Então o que fazer? Simulação do Processo!

É exatamente o que o nome diz. Você não vai visualizar o final, mas sim o processo, as etapas que levam ao final.

Fazendo com que você aproveite todos os insights no caminho e ainda fique motivado para as ações diárias.

Portanto, o ideal é que você use a poderosa ferramenta de visualização para simular o PROCESSO. Deixando a Simulação do Resultado para uma fase mais posterior do processo de criação.

É isso!

Espero que você nunca mais fique travado e bloqueado na hora de trabalhar. Aproveite essas 13 técnicas e use-as como quiser.

Se você usa ou conhece alguma técnica que não citei, deixa seu comentário aqui embaixo porque eu também quero saber e aplicar no meu dia-a-dia!

Grande abraço,
-Leo Alvarenga

Se você curtiu isso, compartilha aí! =)

  • erikayangg

    Olá, muito sincero seu espaço, adorei o blog! e as dicas

    • Oi, Erika! Muito obrigado!

      Costuma ficar bloqueada também?

      • erikayangg

        Oi Leo, acontece com todo mundo! Tenho meus momentos de bloqueio claro e como uso a criatividade para o trabalho, me ver sem ela é um grande problema. Tive épocas que procurei uma dica que você não pós aí, mas só vale para quem acredita: homeopatia. Ela ajuda para o desbloqueio criativo também. Outra coisa é a visualização, é como a meditação. Não sou boa em meditação, então prefiro a visualização… Prefiro visualizar, imaginar eu trabalhando com gosto e criatividade, alegre e entusiasmada. Uma dose diária de visualização faz bem para alcançar qualquer coisa!

        • Oi, Erika! Que legal…. Esse lance da visualização é bem interessante mesmo… Vou testar! E se der certo, esse artigo vai ser modificado! eheheh

          Obrigado ein!

        • Erika! Atualizei o artigo com sua dica! 🙂 Muito obrigado!

  • Camila Donato

    Bah adorei demais o blog. Curti muuuuuuuuuuuuuuuito e com altas dicas. Quando comecei a ler sobre você, de cara me vi na tua situação. A minha criatividade já está florando na mente mesmo. Altas ideias surgindo, claro faltando o principal: coragem para colocar em prática. Um forte e gigantesco abraço.

    • Oi, Camila! Que bom que gostou… Espero que eu possa ajudar bastante. Quais são suas ideias? Quem sabe eu não posso te ajudar ne?! Uma ideia não vale NADA. Pratique, aplique… Só assim você vai fazer valer de alguma coisa.

      Nunca existe o momento certo… A galera costuma falar muito que falta tempo, dinheiro e isso e aquilo… Começa agora. Beleza?

      • Camila Donato

        Valeuuuuuuuuuuuuuuuuuu Leo e tudo de bom pra ti também. Fica tranquilo que com certeza te deixarei saber da minha ideia. Em breve, muito breve. Abraços do Sul!!!

  • Lucila Magalhaes Lobo

    Excelente artigo, Leo!

    A dica #12 lembrou-me de um pensamento do Bernardo Soares (um dos heterônimos de Pessoa) e que gostaria de compartilhar com você:

    “Escrevo, triste, no meu quarto quieto, sozinho como sempre tenho sido, sozinho como
    sempre serei. E penso se a minha voz, aparentemente tão pouca coisa, não encarna a
    substância de milhares de vozes, a fome de dizerem-se de milhares de vidas, a paciência de
    milhões de almas submissas como a minha ao destino quotidiano, ao sonho inútil, à esperança
    sem vestígios. Nestes momentos meu coração pulsa mais alto por minha consciência dele. Vivo
    mais porque vivo maior.” (Livro do Desassossego)

    Beijo

    • Obrigado, Lucila!

      A dica #12 sempre me ajuda a quebrar o bloqueio criativo… =)

      Gostei da passagem. Meu irmão tem esse livro e gosta muito.

      Beijão!

  • Marcia

    Adorei! Leo, muito bom, fiquei feliz de saber que ja seguia 6 pessoas das que você indicou…to no caminho rsrsrsr parabens excelentes dicas

    • Fico feliz que tenha gostado, Marcia!

      6 pessoas ou 6 técnicas? :p

      Beijão!!

  • Kátia Andrade-Produtora

    Amei essas dicas. Leo, nem faz uma semana ainda que comecei a acompanhar seu trabalho. Cara, estou viciada em suas postagens, suas dicas.
    Me ajudou muito isso, porque as vezes acontece muito comigo.

    • Valeu, Kátia!

      Isso acontece DIRETO com todo mundo… Falo do bloqueio do processo também na entrevista que fiz com o Murilo Gun. Já viu? Tá no meu canal do Youtube…

      =)

  • Mari Maudonnet

    Quem é Don Campbel?

  • Aline Madeira

    Oi Léo, adorei as técnicas citadas, a de escrever aleatoriamente vou começar a praticar. Comigo funciona também o banho. Um banho quentinho, daqueles da cabeça aos pés…..enquanto estou no chuveiro vem várias idéias na minha cabeça…só não descobri ainda um jeito de anotá-las enquanto estou lá…kkkkkkkkk……porque às vezes vem um turbilhão e depois que saio do banheiro, algumas eu já deixei escapar! Parabéns pelo seu trabalho como um todo! Tenho aprendido muito com você! Gratidão!

    • ahahhaha

      Banho sempre ajuda!

      Tem um jeito sim. Dois, aliás.

      Um é sempre deixar um papel e uma caneta no banheiro. Nunca se sabe.

      O outro é comprar aquelas canetas de escrever em parede (elas apagam depois). Em loja de criança vende…

      Obrigado! Que tipo de conteúdo eu posso criar pra te ajudar MAIS?

  • Juliano Fernando

    Sou arte finalista, quando não vem nada novo na cabeça, pego meus lápis de cor e começo a rabiscar, literalmente…. Uma válvula de escape para meu ”fracasso”, logo depois que faço isso, vem mil ideias e cores na cabeça…. Suas dicas ajudaram muito, … …seguindo-te…

    • Boa, Juliano!

      Fico feliz que tenha te ajudado!

      Estou sempre por aqui, quando precisar! =)

  • Bianca Ruchinski

    Tenho 12 anos e sou uma pequena futura escritora e veterinária (pois é já planejei minha vida toda) e não consigo terminar nenhum livro, meu problema desvendei com você:
    Quando eu ia escrever eu sempre ia no mesmo horário, mesmo lugar, resumindo mesmo tudo!
    É que eu achava que a minha concentração era a base da minha inspiração, o que não era verdade! Fiz um comecinho num lugar nada calmo bem longe do de costume e eu consegui fazer meu favorito ate agora!!

    • Oi, Bianca!!!

      12 anos e já tá nessa? MUITO bom! Parabéns!

      Fico feliz demais que eu tenha te ajudado!

      =)

      Qualquer coisa tô por aqui!

  • Peterson Antunes

    Quando me observo destarte, fixo-me nas gavetas do meu guarda-roupas, nas gavetas do criado mudo, na porta onde guardo meus calçados, e vou a embaralhar tudo, a descrição dos objetos que eu apanho; o engraçado disso é que jamais jogo fora tais textos. Uso muito a técnica da observação com doses salutares de jazz. Um adendo, muitas vezes, embora não seja desenhista, risco algumas coisas nas folhas de sulfite.

  • Jeimison Moreno

    Oi, Leo!
    Ótimas dicas! E acho que também já usei algumas delas sem conhecer.
    Sou programador. E apesar de jovem, aprendi faz tempo a usar a criatividade pra dar um Boost nas ideias, rs…
    Enfim, vim parabenizar pela reunião das informações e pela sua autoria.

    • Valeu, Jeimison!!!

      Sua profissão pode se beneficiar MUITO da criatividade!

      Vamo com tudo!!

  • Ana Patrícia

    olá! acabei de ler o artigo e acho que se esqueceu de uma ferramenta básica: os sentidos. há que olhar para uma árvores e mais do que ver um tronco com folhas, ver como as folhas recortam o sol em milhares de estrelas, o som das folhas ao vento quando a floresta dança, o cheiro da terra húmida e das flores que acariciam os campos, a suavidade do toque de uma joaninha que anda e desanda, voa e descansa sobre a nossa pele. há que apreciar o mundo para que ele nos possa dar a provar o sabor da criatividade.

    • Oi, Ana!

      Esse é MAIS um item, ne?

      Eu citei os que eu uso e que funcionam pra mim, mas criatividade é isso! Pensar muiiito além e diferente.

      Como que essa estratégia funciona pra vc?
      Me conta aqui?

      Beijão!

      • Ana Patrícia

        Para mim, conseguir ver a beleza das coisas, além do mero nome que lhe atribuímos, ajuda-me a escrever. Também é uma forma de relaxar, ver como os nossos problemas não são nada de especial. São apenas meros pontos no universo, obstáculos ultrapassáveis. Porque nada é perfeito e a beleza esmagadora da natureza deixa-nos ver com mais clareza, tranquiliza-nos e ilucida-nos,pois se ela criou este mundo e o outro, como não podemos resolver os nossos problemas? Basta olhar para o lado positivo de uma situaçao, avalia-la e tirar dela o melhor possível.

        • Claudio

          Talvez resumindo, a beleza emociona e a emoção inspira. Porém a beleza é um atributo subjetivo daí cada um busca em algo distinto.

  • Paula Bressann

    Bacana. Também acredito que buscar inspiração sim si também ajuda muito, porque enquanto a inspiração for somente externa vem recheada de julgamento…. falo um pouco sobre isso aqui: http://paulabressann.com.br/wordpress/blog/cria-criativo-criatividade-somos-todos-criativos/

  • Bruna Ortiz

    Legal. Escrevo algumas histórias desde meus 10 anos, entretanto sempre tenho um bloqueio quando a história começa a se desenvolver e não consigo terminar, o que é um grande problema, mas acho que suas dicas podem me ajudar, então obrigada!

    • E hoje você tem quantos anos? Começar cedo assim é difícil hoje…

      Não se preocupa com perfeição. Vai colocando em prática! 🙂

  • luan

    i pra quem nao tem direçao alguma Nem sabe o rumo que tomar por exem-plo
    nao sabe nem oq dizer serio mesmo nao consigo ter nenhuma ideia nem direçao certa a ser tomada na minha vida
    nao er caso de burrice i sim de fauta de aprendizado aconteceu comigo i hoje to aq com depresao sem nenhuma ideia de conversa com as pessoas oq er isso i qual rumo devo tomar

    • Se você tem acesso à internet, você pode continuar aprendendo… Milhões de blogs, sites, vídeos, eBooks, podcasts e LIVROS disponíveis.

      Aprender não é estudar em escola cara ou faculdade ultracara. Aprender é consumir informação útil e que te faz crescer.

      Comece aqui:

      http://vamaislonge.com.br/ Leia todos os artigos. Veja todos os vídeos. Baixe os 2 livros. Ouça os podcasts.
      http://vamaislonge.com.br/podcast

  • luan

    serio mesmo nao ria de min estou nessa situaçao er uma vida velho a pergunta certa é oque aconteceu comigo extres i depresao causa estrago pfvr min ajude

    • Não ri de você. Te dei o caminho certo para você seguir.

  • Emanuelle Madeira

    Te amo para sempre, sério! As vezes tenho bloqueios tão intensos que prejudicam coisas simples como fazer um dever de casa (EX: preciso descobrir a resposta daquele problema matemático, mas não paro de pensar no personagem mal colocado na minha historia). Sua dicas me ajudaram muuuito, principalmente na parte em que diz que devemos dormir, eu sempre escrevo na parte da tarde ou de madrugada (que é o horário mais calmo), e as vezes estou exausta pelas coisas que fiz durante o dia. Vou me organizar melhor e tentar escrever novamente.
    OBS: Já adcionei o TED aos meus favoritos, assisti a um video e me apaixonei pelas palestras

    • Obrigado, Emanuelle!

      Eu sei como são esses bloqueios e o quanto isso é chato. Com o tempo fui descobrindo formas legais de quebrar isso, daí veio a ideia do texto também ahah

      TED é animal! Muito bom mesmo!

      Beijão e conta comigo!

  • Elisa

    Eu só tenho 11 anos e escrevo fanfics sobre shipps e essas coisas em um site chamado: Spirits Fanfictions. Até que para a minha idade sou boa escritora, mas eu fico chateada mesmo sabendo que estou mais avançada que outros que já tem até 19 e são piores que eu, porque eu vejo outras fanfics e quando vejo um melhor eu fico meio chateada. Um dos meus maiores problemas é esse bloqueio e da falta de tempo! A minha mãe só me deixa mexer no pc nos finais de semana e no iPad quando tudo está pronto, então fica difícil de eu forçar a criatividade e de meditar, dormir bem, essas coisas, pelo pouco tempo! Eu gosto de escrever capítulos longos, me sinto incomodada quando fica curto, por isso algumas vezes leva muitas horas para escrever e muitas horas para arranjar criatividade! Eu queria muito fazer histórias originais, mas estou tão viciada em Gravity Falls( já li todas as fanfics que eu encontrei, toda a série e comics) e eu queria tanto que ficasse legal, interessante, cheio de mistérios e com um vilão de personalidade estranha… Eu tô tentando forçar a minha cabeça para criar uma que seja diferente e com graaandes alterações, mas nunca fica interessante que nem Gravity Falls. Será que estou me forçando muito? Devo esperar eu ficar mais velha? Um fato também é que eu criei toda a minha vida no futuro! Já decidi o que eu quero ser e quais são as minhas metas! (Quero ser muitas coisas,foi difícil de escolher). E desculpa pelo longo texto que eu escrevi! Me acostumei assim!